Dia da Saúde e Nutrição


Quando se pensa em saúde é impossível não associar a uma alimentação saudável, não é mesmo?


Nós já sabemos que uma alimentação rica em comida de verdade, ou seja, em frutas, verduras, legumes, grãos, cereais, proteínas de boa qualidade e boas fontes de gordura fornecem uma série de nutrientes e compostos bioativos importantes para a saúde, e quando pensamos nas Distrofias Musculares não é diferente, é fundamental pensar na manutenção de peso, adequar a ingestão alimentar as necessidades nutricionais que são diferentes para cada tipo de distrofia, olhar com cuidado especial para as crianças mais seletivas, corrigir deficiências nutricionais e utilizar suplementos adequados quando necessário.


O universo que envolve a Nutrição nas Distrofias é amplo e diverso, existem situações antagônicas onde pacientes podem apresentar aumento de peso, especialmente aqueles que já fazem uso de corticoides, mas há também situações em que o emagrecimento acentuado também traz prejuízos para a saúde, sendo necessário um olhar atento aos quadros de disfagia e de redução da ingestão alimentar.


A Nutrição adequada é fundamental para a manutenção da saúde óssea evitando quadros de osteopenia e osteoporose; auxilia na diminuição da dor muscular, pode favorecer a melhora do aprendizado, da cognição, do funcionamento intestinal onde são produzidos a maior parte dos neurotransmissores como: serotonina, dopamina, noradrenalina que são fundamentais para a sensação de bem-estar, auxiliando na diminuição dos sintomas de depressão e ansiedade que são muito comuns nos pacientes.


Existe de fato inúmeros benefícios que a nutrição adequada pode trazer a curto e a longo prazo, mas o cuidado com a alimentação precisa ser visto de maneira ampla, associando corpo, mente e emoções. Ele não se resume apenas ao que comer, afinal de contas um dos prazeres mais essenciais para o ser humano é o momento da refeição, onde podemos compartilhar sentimentos e sensações.

Um olhar afetuoso para a nossa relação com a comida, além de boas escolhas alimentares, incluindo mais comida de verdade e reduzindo os alimentos de pacotinhos, pode trazer muitos impactos positivos, devolvendo bem-estar e saúde para toda a família.



Flávia Leite – Nutricionista

@flavia.rleite


Mini currículo:

- Mulher com Distrofias Muscular de Duchenne e

Nutricionista graduada com Honra ao mérito de aluno destaque pela Universidade do Vale do Paraíba.

- Especialização em Nutrição Clínica e Atividade Física na Saúde e na Doença – Unifesp (em andamento);

- Pós-graduada em Fitoterapia Funcional pela Faculdade de Saúde da Santa Casa de São Paulo.

- Autora do artigo “Recomendações Nutricionais na Distrofia Muscular de Duchenne”, publicado na Revista Brasileira de Neurologia - UFRJ

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo